in

De volta ao sertanejo, Wanessa garante que retorno ao gênero não é por “moda”


Johnny Drum/Jovem Pan

Wanessa Camargo retornou ao sertanejo com o seu novo álbum, batizado de “33”, lançado em agosto do último ano. Após muitos anos se aventurando pelo gênero pop, chegando até investir numa empreitada internacional, a cantora resolveu voltar às raízes. Num momento em que as mulheres estão dominando o gênero, Wanessa garantiu no Morning Show desta quinta-feira (11) que não está se aproveitando da “moda” para estourar.

A artista explicou que estava trabalhando no seu último projeto desde abril de 2015 e que a demora para o lançamento se deu por conta de problemas com mudanças de empresários e sob qual selo o disco seria comercializado, gerando essa coincidência.

“Comecei a trabalhar nesse disco em abril de 2015. Não tinha estourado o “feminejo” ainda. Demorei para lançar, porque fiquei um tempo buscando gravadora ou se lançaria de forma independente, o que atrasou muito. Coincidentemente meu trabalho chegou junto desse boom. Sou uma cantora de música popular e que gosta de falar sobre os sentimentos”, comentou.

Wanessa é uma pessoa que não gosta de se sentir estagnada, sempre buscando desafios para a vida. A goiana de 34 anos se define como uma mistura de influências, desde o sertanejo roda de viola de Tonico e Tinoco até o pop internacional de Madonna e Michael Jackson.

“Sou uma pessoa que gosta muito de desafios e que me tire do conforto. Sempre tive referência na carreira e cresci no sertanejo, pelo meu pai e pelas rodas de viola. Ouvia muito Tonico e Tinoco, a época de ‘Amigos’. Quando comecei a carreira, tinha produtores que vinham do pop e do country”, contou.

“Quando eu tinha 12 anos, descobri Michael Jackson e Madonna e isso mudou a minha vida. Sempre fui buscando no meu trabalho ser quem eu sou. As pessoas sempre te rotulam para te colocar numa prateleira. Eu sou uma mistura de influências. Tenho muita coisa dentro de mim que quer sair para fora”, ressaltou.

Wanessa diz estar em paz com Zezé Di Camargo: “o importante é a gente estar bem”

Wanessa e Zezé Di Camargo protagonizaram discussões e confusões nos últimos anos, após o músico se separar de Zilu e assumir o romance com Graciele Lacerda. Os dois estão em paz desde o fim do último ano, fazendo postagens de amor e carinho um pelo outro nas redes sociais.

No Morning Show, a cantora disse que entendeu melhor, por ser uma mulher casada, que casamentos podem ter problemas e chegar ao fim. Ela garantiu que o mais importante nesse momento é estar bem com o pai e com a mãe, sem escolher lados.

“A gente quer o tempo inteiro mostrar que a gente manda. Eu sou uma mulher casada hoje e entendo melhor o que é um casamento. A gente fica em cima do muro para tentar ficar bem dos dois lados. Nem sempre você consegue. O mais importante é estar bem com o meu pai, não importando o que ele fale. Família é isso. A gente briga, mas depois de acerta”, concluiu.





Esse conteúdo pertence ao site:

Jovem Pan

Acesse: www.jovempan.com.br

Para qualquer dúvida ou reclamação, envie um e-mail para:

contato@tvastros.com.br

Siga-nos e curta-nos:
0
20
Pin Share20

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Junior Lima não pensa em voltar para o sertanejo: “não é um gênero que eu consumo”

Noite sertaneja no Rock in Rio? Lucas Lucco acha desnecessário: “já tem muito evento sertanejo”